Categorias
Empresarial Novas tecnologias Open Source Sistemas Operativos

Don’t reboot it, just patch!

 

O linux , um sistema operativo que entra na nossa casa todos os dias, seja por exemplo, Smartphones ou páginas de Internet muitos vão ter em comum uma coisa “Powered by Linux”, mas o seu grande poder está no segmento empresarial e servidores de larga escala, esta paródia que não faz doer os ouvidos, fala sobre uma funcionalidade que nos permite resolver erros no Kernel,  sem necessidade de reiniciar o sistema.

A dependência da humanidade em computadores para controlar actividades críticas como gestão comercial, controle de voos ou gestão de centrais nucleares é cada vez maior.
Serviços que necessitam de alta disponibilidade, não devem falhar ou ter interrupções.

Foram propostos e implementados  sistemas redundantes para resolver falhas de componentes, prevenindo assim erros sistémicos que causam interrupções maiores.

Os hotplug um sistema redundante de componentes e foram projectados para permitir a substituição de componentes sem desligar os sistemas. (Ex: Discos rígidos, fontes de alimentação, etc.)
O patch do kernel online é o equivalente de software de componentes físicos hotplug. Permite substituir uma função defeituosa dentro do kernel sem deixar sistema offline.

Uma salva de palmas para a Red Hat e ao mundo linux, pela inovação em 2014 mas que cada vez mais faz sentido!

Categorias
Empresarial Sistemas Operativos Tecnologia Utilizador

Veloz , lindo e vazio….

Qual é a reposta a famosa pergunta: O meu PC está lento que devo fazer?

“Formata isso…”, Será esta a resposta correcta?

Vamos analisar:

O PC em questão está lento, mas no entanto não tem qualquer erro e tudo opera com normalidade, então formatar não é a melhor solução principalmente em ambiente empresarial.

Formatar deve ser utilizado em ultimo recurso como por exemplo: “ficheiros do sistema operativo danificados”. Ai sim devem ser tomadas medidas drásticas de formatar uma máquina, porque formatar não é a forma mais rápida de resolver a lentidão de uma máquina.

Quando formatamos temos de efectuar :

  1. Backup dos nossos dados
  2. Instalar o sistema operativo (Apagando todos os dados existentes no disco)
  3. Configurar o sistema operativo (drivers, etc)
  4. Instalar aplicações (ex: Office, Photoshop , Adobe Reader…)
  5. Instalar dispositivos (ex: Impressoras… )
  6. Restaurar backups
  7. Sem aplicações de terceiros instaladas

São 7 passos de muito trabalho, que podem demorar horas dependendo da quantidade de aplicações, para ganhar talvez … um pouco mais de velocidade,  mas afinal de onde vem esta magica e maravilhosa velocidade…

Após formatar, acontecem algumas coisas responsáveis por este aumento de velocidade, tais como:

  • Menos serviços no arranque
  • Não existe tantas aplicações a iniciar no arranque
  • Ficheiros temporários e registo do windows limpos
  • Menos aplicações instaladas (visto que só voltamos a instalar aquelas que realmente nos faziam falta)

Mas formatar pode bem ser a poção da Cinderela que apenas terá um tempo de efeito, ou seja depois de instalarmos tudo novamente voltamos a estaca zero!

Em casa não fazemos limpezas e arrumamos a nossa tralha?

Pois fiquem a saber que temos de fazer o mesmo no computador, deixo umas dicas neste artigo de como fazer, se mesmo assim continuar lento pensem em fazer upgrade ao Hardware pois as aplicações evoluem e tendem a necessitar de mais recursos.

Fica então a dica…

Desintalar:

Desinstale todas as aplicações que não usa, faça-o pelo painel de controlo em (Adicionar /Remover programas) ou use o Revo Unistaller para que limpe todos os traços deixados pela aplicação a remover, e o faça em massa.

Limpar os ficheiros temporários e registo:

Pode usar a  ferramenta do Windows (Abra o Menu Iniciar e, no campo de pesquisa, digite “limpeza de disco”. ) ou se preferir o Ccleaner 

O Ccleaner permite também limpar erros no registo, mas faça-o com precaução principalmente em ambiente empresarial (Guarde pelo menos o registo antes de o limpar, antes de limpar a app pergunta se quer guardar)

Desfragmentar disco:

O Desfrag do Windows 7 e superiores é executado automaticamente mas pode controlá-lo manualmente, seguindo estes passos.

1 Inicie o Painel de Controlo.
2 Clique em “Sistema e Segurança”.
3 Clique em “Desfragmentar Disco Rígido”.
4 Selecione uma partição para analisar. Por exemplo, a unidade “C:”.
5 Clique em “Analisar Disco”.

Vai levar algum tempo para realizar a desfragmentação que será equivalente ao tamanho do volume e da quantidade de fragmentos espalhados (vermelho).
Enquanto isso pode continuar a trabalhar durante a desfragmentação, o tempo de resposta do sistema poderá ser mais lento. Considere iniciar a desfragmentação antes de ir dormir e deixar a correr durante a noite.

O Ideal aqui será trocar o seu tradicional disco mecânico por um SSD, conseguindo assim uma velocidade até 10x superior na comunicação de dados do disco.

A considerar:

  • Desactivar aplicações não necessárias no arranque:
    • Gestor de Tarefas -> Arranque